O que o Brexit muda na viagem dos brasileiros?

Olá, Viajante!

Uma das dúvidas dos turistas que querem ir ao Reino Unido é como o Brexit afetará o turismo, especialmente dos brasileiros.

Para quem não sabe, o “Brexit”, reunião das palavras British (britânico) e Exit (saída), é o nome do processo que culminou na saída do Reino Unido da União Europeia.

Para os turistas, no entanto, o interesse imediato é saber como fica o processo de imigração para quem quer ir, por exemplo, a Londres.

A verdade é que, ao menos no ano de 2020, NÃO MUDARÁ NADA. Como o Brexit é um processo longo e a sua adoção não é imediata, havendo, por isso, um “Acordo de Saída” (Withdrawal Agreement), que garante ao Reino Unido um período de transição até o final de dezembro de 2020, NADA MUDA para os turistas brasileiros.

Essa informação, além de ser lógica, já foi confirmada pelos órgãos oficiais britânicos.

Algumas pessoas, no entanto, de forma equivocada, passaram a divulgar que agora os brasileiros vão ter que passar por um processo de imigração para entrar em Londres.

Quanto a isso, nada muda também, pois o passaporte brasileiro nunca teve livre trânsito na União Europeia, tendo sempre que passar pelo procedimento de imigração. Só após a entrada é que o brasileiro poderia ter direito à livre circulação no bloco europeu.

Entretanto, como o Reino Unido nunca aderiu à zona europeia sem fronteiras internas, o chamado Espaço Schengen, brasileiros sempre precisaram fazer imigração ao entrar no Reino Unido, mesmo vindo de outros países europeus. E isso continuará igual.

Reserve um tour de ônibus por Londres com nossa parceira e ajude o blog

E no futuro, alguma coisa vai mudar? Acredito que quando for confirmado o Brexit as filas podem ficar maiores e mais demoradas.

Pensem comigo.

Hoje o processo de imigração para o Reino Unido, para quem vem da Europa, já passou por uma fiscalização de algum país da própria União Europeia. Isso faz com que os britânicos sejam “menos cuidadosos” ou “criteriosos” com a avaliação da entrada do estrangeiro. A consequência é que a fila seja menos demorada.

Além disso: existe uma fila para os não britânicos que são europeus e os não britânicos que não são europeus. A fila dos não britânicos com o passaporte da União Europeia é muito mais rápida do que a fila dos estrangeiros não europeus. Em teoria, essa fila, que já é mais demorada, vai ficar ainda mais demorada porque não haverá mais essa diferenciação: os não britânicos europeus “sofrerão” a mesma fiscalização que os brasileiros ou pessoas de qualquer outra nacionalidade.  

De todo modo, estamos falando do Reino Unido. Eles vão dar um jeito. Lá as coisas funcionam.

***

É isso. Espero que este post tenha ajudado você.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s